10.2.15

A Invisibilidade Lésbica na Literatura


Apesar dos avanços em relação aos direitos LGBT, lésbicas ainda são invisibilizadas em vários setores do mundo contemporâneo, inclusive no literário.

A pesquisadora Regina Dalcastagnè, na obra “Literatura brasileira contemporânea: um território contestado” realizou uma extensa pesquisa, em que analisa a produção de romances pelas principais editoriais do Brasil. Nas palavras de Dalcastagné, o resultado revela que “cerca de 72,7% dos romances brasileiros contemporâneos, entre 1990 e 2004, são de autoria de homens, em sua maioria brancos, nos quais a presença de personagens (homens ou mulheres) homossexuais é de apenas 3,9% (sendo que dentre estes, 79,2% são homens).”

A literatura lésbica é negligenciada, pois para a sociedade patriarcal em que vivemos, mulheres lésbicas são invisíveis, nós não somos consideradas seres de grande relevância no mercado editorial, por exemplo, afinal de contas é muito mais fácil escrever sobre uma maioria dominante do que um grupo marginalizado formado pelo sexo feminino, não somos consideradas consumidoras rentáveis como os homens gays. Na literatura o homem branco é, na maioria das vezes, representado como artista ou jornalista, e os negros como bandidos ou contraventores; já as mulheres, como donas de casa ou prostitutas. Onde estão as lésbicas? Em quais dessas histórias nos encaixamos?

Ainda que pouco divulgados, existem escritoras lésbicas extremamente talentosas, com livros diversos centrados nos relacionamentos lésbicos. O Dominio Pessoal preparou uma lista de 5 livros lesbocentrados para que vocês possam conhecer e se deliciar na leitura,além de promover a visibilidade de algumas produções literárias do meio lésbico.

Carol – Este é o segundo romance de Patricia Hihsmith (1921-1995) a ser publicado,esta história de obsessão e libertação sexual é um dos mais importantes romances de língua inlgesa do século xx,embora ainda não totalmente reconhecido.Trata-se claramente do primeiro livro de prestígio a abordar o lesbianismo com uma certa naturalidade,sob uma atmosfera de suspense que caracteriza todos os trabalhos da autora,mas também com direito a diálogos francos,um humor emotivo e personagens enternecedores.

Elas Contam – Este livro reúne várias histórias de diversas autoras lésbicas, são contos subversivos na medida em que,,numa sociedade ainda machista e homofóbica,as mulheres surgem não como simples e silenciosos objetos do desejo masculino,mas como sujeitos desejantes,portadoras da voz,do discurso,e para isso não precisam ter características excepcionais.São mulheres como as que encontramos às centenas,diariamente,nas ruas de qualquer lugar do mundo.

Mais sobre Era uma Vez um Casal Diferente – Esta obra discute até que ponto a educação literária de crianças e adolescentes pode diminuir o preconceito e a discriminação, mostrando como determinados títulos trabalham a temática de forma adequada. Com caderno de atividades especialmente direcionadas a professores.

Eu Sou Uma Lésbica – Neste livro Cassandra Rios conta as aventuras amorosas de uma lésbica dos anos 60 e 70.Entre as histórias vividas pela protagonista,estão as vivências de amor livre do carnaval,quando algumas mulheres se vestiam com roupas mais masculinas para demonstrar suas predileções.

Como Esquecer – Anotações Quase Inglesas – Myriam Campello narra as perdas sofridas por personagens complexos, que compartilham com o leitor de forma intensa e dramática suas experiências. duas mulheres formam o par amoroso central que se desfaz e deixa todo um deserto de lembranças e sofrimentos. A protagonista Júlia descreve seus mais profundos sentimentos, sua forma de mar e de sofrer, usando, muitas vezes, um humor sarcástico. Conformada com a dor, passa a ironizá-la ao clássico de Emily Bronte em que deixa clara a dependência entre um e o outro. Este sentimento de existência no outro também está presente entre Júlia e Antônia.

E você conhece outros títulos escritos por mulheres, sobre relacionamentos lésbicos? Compartilhe conosco!


Avalie este artigo


5 comentários :

  1. Decifravel é uma literatura lésbica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um dos grandes motivos para que esta obra seja publicada. Ofertando mais visibilidade,empoderamento,sensualidade e amor às lésbicas.

      Excluir
  2. Um presente pra comunidade lésbica!

    ResponderExcluir

Atenção: Você não precisa realizar login para comentar, basta escolher a opção anônimo em ''comentar como''.