12.6.15

FIFA 2016: Pela primeira vez estamos no jogo!!!

Sapinhas que amam futebol e vídeo game, temos uma novidade para vocês!

Depois de duas décadas a EA Games, empresa desenvolvedora do Fifa Soccer , pela primeira vez depois de sua primeira edição em 1993, irá contar com o futebol feminino em disputas com seleções nacionais totalmente formadas por mulheres.


O jogo contará com 12 seleções onde se incluem: EUA, Brasil, Canadá, Austrália, Espanha, Alemanha, China, Inglaterra, França, Itália, México e Suécia. Com estas equipas poderão realizar-se torneios em modo offline, amigáveis online e partidas em modo kick-off.


Atletas como Alex Morgan, Abby Wambach, Nadine Kessler (atual Bola de Ouro feminina), Marta ou Sydney Leroux fazem parte do leque de jogadoras com as quais os fãs poderão jogar no novo franchise do FIFA 2016.
Se por um lado a notícia deixou muitas de nós super felizes em finalmente sermos representadas em um dos games mais jogados do mundo, por outro teve muito mascu insatisfeito com a novidade.


A maioria das reações veio do sexo masculino, que se mostrou indignado pelo fato de um jogo que simula futebol ter mulheres no seu conteúdo. As redes sociais explodiram com várias reações, uma boa parte delas, de desagrado, por ver mulheres a "intrometerem-se num mundo de homens".
É melhor os machistas de plantão pararem de chororô, porque querendo ou não o lançamento do FIFA 2016 está previsto para o próximo mês de setembro e coincide com o ano do Mundial de Futebol Feminino. A partir de seis de junho, vai começar a competição organizada pela FIFA, e das doze equipes presentes no franchise, apenas Itália não vai participar na competição.



As mulheres estão ocupando o espaço que lhes é de direito, e precisam sim, estarem incluídos nos espaços que lhes é natural, como o futebol e o vídeo game. E para os homens que não estão nem um pouco satisfeitos com a idéia, temos um conselho: Derramem suas male tears em baldes e vão lavar o banheiro com elas, porque nós estaremos ocupadíssimas pilotando a manete! 



Avalie este artigo


Postar um comentário

Atenção: Você não precisa realizar login para comentar, basta escolher a opção anônimo em ''comentar como''.