28.1.16

Confete e punk feminista contra o assédio

O assédio moral é muitas vezes confundindo com elogio, entretanto isto é um grande erro, pois existe uma grande diferença entre elogiar qualidades de mulher e assediá-la sexualmente, e o que vemos e ouvimos nas ruas durante boa parte de nossas vidas enquanto mulheres não têm nada a ver com elogio.

O ponto é que, os tais “elogios” que mulheres escutam na rua referem-se ao seu corpo de maneira a intimidar e muitas vezes até ameaçar mulheres, colocando-as como um pedaço de carne ambulante pelas ruas. 

O grupo Las Hijas de Violência (As Filhas da Violência) é um grupo de punk feminista mexicano que busca conscientizar sobre como é nojento assediar mulheres na rua, chamando a atenção para sensibilizar e combater o assédio enfrentado nas ruas utilizando armas de confete e música.

O grupo formado apenas por garotas saem caminhando nas ruas, e caso algum cara as assedie ou assedie outras garotas, elas não deixam que o cara saia impune, sacam suas armas de brinquedo e um microfone plugado em um amplificador e cantam o hino Sexista Punk, fazendo com que os caras passem vergonha e possam (quem sabe), pensar mil vezes antes de chamar uma mulher de “gostosa” (ou coisa pior) na rua.

As garotas deixam claro que tem ciência de que o dia em que todas as mulheres poderão andar livremente sem o risco de serem assediadas sexualmente, ou até mesmo estupradas ainda esta distante, mas estão certas de que não irão deixar de lutar contra o machismo e sexismo,pois o enfrentamento é revolução.

Confira o clipe da música Sexista Punk, onde as garotas atravessam as ruas com máscaras de coelho e armas de brinquedo protestando e combatendo o assédio às mulheres.

Sexista punk from Las hijas de Violencia on Vimeo.


Avalie este artigo


Postar um comentário

Atenção: Você não precisa realizar login para comentar, basta escolher a opção anônimo em ''comentar como''.