4.1.16

Crespas e Cacheadas finalmente ganharam emojis que as represente

Apesar de ter sido um ano bem trash pra maioria das pessoas, 2015 trouxe algumas coisas boas não é mesmo? Uma delas foi à atualização dos emojis que usamos nas redes, que ganharam tons de pele e cabelos variados. Entretanto muita gente não se sentiu totalmente representada com as atualizações, que é o caso das meninas e mulheres de cabelo crespo e cacheado, pois apesar dos emojis representarem pessoas negras, seus cabelos ainda estão dentro do padrão dominante quando o assunto é cabelo.


Para as donas das coroas crespas e cacheadas, o cabelo vai muito além da estética, ou uma simples conversa com a utilização de emojis, e foi pensando exatamente nisso que a Dove pensou ao criar a campanha #LoveYourCurls (#AmeSeusCachos),que lançou 27 emojis de variados tons de pele e cabelos crespos e cacheados de vários formatos e cores.

No teclado desenvolvido existem bonecas com cabelos cacheados estilo Merida, e as de black power para as negras,que antes não eram representadas no teclado tradicional.

A campanha reforça a importância da representatividade de mulheres que não se vêem nos comerciais de TV, passarelas e revistas de moda, por exemplo. A única desvantagem é que os desenhos funcionam mais como figurinhas do que emojis. As imagens ficam acopladas ao teclado, mas ao clicá-las, são copiadas e enviadas como imagens para seus amigos nas redes sociais do mesmo jeito que acontece quando você envia um print da tela. Entretanto no Facebook Messenger dá até para enviar GIFs em que as bonequinhas mandam beijo, brincam com os cabelos e se protegem da chuva.

E então ta esperando o que para ter seu teclado cheio desses emojis super charmosos e representativos? Baixe GRATIS o aplicativo “Dove Love Your Curls Emojis” por AQUI, disponíveis para iOs e Android.

Os emojis são apenas uma das ações criadas pela campanha que conta com uma linha de produtos e infográficos sobre cuidados com os cabelos crespos e cacheados, bem como esse vídeo que se tornou viral nas redes no inicio do ano passado. 



Avalie este artigo


Postar um comentário

Atenção: Você não precisa realizar login para comentar, basta escolher a opção anônimo em ''comentar como''.