24.2.16

Conheça a HQ que conta a história de uma lésbica Viking lutando contra o patriarcado!

Se você está procurando por representação lésbica no mundo dos quadrinhos mainstream, talvez a busca se torne um pouco frustrante.

Por exemplo, embora Jessica Jones  , a nova série em parceria da Marvel e Netflix tenha introduzido uma personagem lésbica na trama, Jeri Hogarth, é a primeira personagem lésbica da história da MCU (Marvel Cinematic Universe).

Enquanto isso, Batwoman (Kate Kane) é uma lésbica assumida, entretanto a DC recusou-se a deixá-la se casar com sua noiva, e em outro momento, foi agredida sexualmente.

Por estes e demais motivos fãs lésbicas e bissexuais de quadrinhos começaram a procurar representação em publicações alternativas. Uma dessas publicações é o quadrinho Heathen (escrito e ilustrado por Natasha Alterici), que conseguiu viabilizar sua publicação através de uma campanha de financiamento coletivo no Kickstarter.

O quadrinho conta a história de uma jovem mulher Viking chamada Aydis, que após ser banida de sua tribo por ter beijado outra mulher, entra em uma missão para acabar com o reinado tirânico de Rei-deus Odin, em um tempo de guerra, escravidão e subjugação das mulheres.

Heathen segue a história de Aydis e sua busca para desafiar os deuses com a ajuda da lendária imortal, Valquíria Brynhild. Juntas enfrentarão vários deuses, demônios e criaturas fantásticas que encontrarão ao longo do caminho.

Embora a história se passe na antiguidade, os fortes temas de justiça social apresentados em Heathen ressoam no mundo atual. É uma história progressiva com personagens valentes e cativantes e muita representatividade. A partir de ricas narrativas sobre mitos nórdicos e outras histórias enraizadas em temas universais de liberdade, igualdade e heroísmo, Heathen parece ter a receita certa para agradar as fãs de HQ’s.

E sabe o que é melhor de tudo isso? O primeiro volume de Heathen está disponível gratuitamente AQUI.


Avalie este artigo


Postar um comentário

Atenção: Você não precisa realizar login para comentar, basta escolher a opção anônimo em ''comentar como''.