18.3.16

12 coisas que você precisa saber antes de se relacionar com uma mulher ansiosa


Você não precisa ser perfeita, psicóloga ou doutora em ansiedade. Seja apenas alguém em que se possa confiar. 



Não são poucas as mulheres que lutam contra a ansiedade. Ser ansiosa pode trazer muitos problemas para vida, inclusive no quesito “relacionamentos”. Quanto mais se pensa sobre sua própria ansiedade, mais se é atingida por ela, e as coisas podem piorar bastante de este sentimento se transforma em profecias auto-realizáveis.

Apesar dos pesares, namorar mulheres ansiosas não é tão complicado quanto se parece, principalmente se você já sabe o que esperar desta relação.


1. Não se deixe ser mal interpretada.

Se possível, diga exatamente o que você quer dizer, sem rodeios. Esse é realmente um ótimo conselho se você está planejando namorar uma garota ansiosa, afinal de contas jogos mentais podem ser tortuosos. Este ato simples pode fazer uma grande diferença.
Se você deixar qualquer espaço para que se possa ler algo nas entrelinhas, ela irá pensar em 40 possíveis significados para o que você disse, enquanto você provavelmente gostaria de dizer apenas uma única coisa simples.
Por favor, se você se preocupa com ela, não a faça perguntar se você quer dizer outra coisa vá direto ao ponto.

2. Evite piadinhas de mal gosto

Quando você está namorando uma mulher com ansiedade, piadas sobre ter outra namorada não são engraçadas. Piadas sobre deixá-la não são engraçadas. Piadas sobre tudo o que seria devastador se não fosse uma piada não é engraçado. Isso não significa que ansiosas não possuem senso de humor, ou que é ciumenta. Significa apenas que estão extremamente focadas em tudo o que poderia dar errado, em uma mente ansiosa, uma piada de mau gosto pode ter efeitos devastadores.

3. Vocês não irão sair tão cedo se você não escolher aonde irão.

Se você perguntar a uma menina ansiosa aonde ela quer ir para comer, as chances são de que ela leve longas horas listando os prós e contras de cada um restaurante que vocês poderiam ir - e as duas irão acabar morrendo de fome antes que ela encontre a melhor opção.
Porque, claro, ela tem que escolher a melhor opção - caso contrário algo ruim pode (e provavelmente vai) acontecer. Deixar alguém escolher o local, é muito mais rápido, e honestamente, se ela confia em você para decidir para onde irão, isto é um ótimo sinal de que o relacionamento esta dando certo.

4. Falar para ela se "acalmar" provavelmente não vai ajudar.

Na verdade, provavelmente 75% do tempo que você irá gastar para pedir que ela se acalme, vai tornar tudo pior, e outros 25% não vai adiantar de nada. Ela provavelmente não vai ouvi-la sobre o som de suas mentes inquietas. Falar para que ela se acalme funciona tão bem como dizer a alguém com asma para "apenas respire melhor". Confie em mim, se é tão fácil assim se acalmar, eu posso praticamente garantir que a ansiedade não existira. Ninguém gosta de ser assim.

5. Só porque para você algo não tem importância, não significa que ela não vai pirar com isso.

Uma pessoa ansiosa pode simplesmente ter uma crise pelo simples fato de não conseguir encontrar uma caneta por exemplo. Ela pode ter outras três canetas e nem estar precisando daquela caneta específica no momento, mas não encontrar a maldita caneta será motivo o suficiente para o coração e mente ficarem inquietos, mesmo que isso não faça sentido.    
A mulher com ansiedade não espera que você acalme todas as tempestades, nem irá pedir que você encontre sentido em suas crises, mas se você se preocupa com ela não menospreze seu pânico.

 (E não se atreva a fazê-la se sentir estúpida por isso.)

6. Se ela se desculpar é porque realmente quer fazer isso - então tente aceitar seu pedido.

Se uma mulher com transtorno de ansiedade se desculpar sobre algo que aconteceu entre vocês duas, pode ter certeza de que ela pensou em desculpar-se desde o momento em que ocorreu a briga ou desentendimento, e ela já está surtando sobre a possibilidade de você estar chateada. Se você acha que a discussão foi estúpida e não há motivos para desculpas, simplesmente aceite o pedido, a sanidade de sua amada depende disso.

7. O cérebro é um órgão vital - dizer que "é tudo coisa da sua cabeça" é estúpido.

Ninguém fala para uma pessoa com um sopro no coração, que é tudo coisa do seu coração, ou diz a alguém com enfisema que é tudo coisa dos seus pulmões. Para aquelas que sofrem com a ansiedade em uma base diária, é sabido que isto pode causar complicações graves em partes aparentemente não relacionados de seu corpo.
A diferença com a ansiedade é que o cérebro literalmente controla tudo o que fazemos. Isto significa que, enquanto "é tudo coisa da sua cabeça" parece ser tecnicamente correto, todo o corpo depende de impulsos que começam dentro do cérebro. 

Problemas de saúde mental são sérios, e minimizá-los não resolve nada.

8. A medicação nem sempre é a resposta.

Para as pessoas que nunca experimentaram a dor extrema de um episódio de ansiedade, pode parecer que a solução é muito simples. Apenas uma pílula e todos os seus problemas irão desaparecer. Mas, realmente, não é assim tão fácil. Medicamentos podem ter efeitos colaterais graves e complicações, sem  mencionar a possibilidade de que a pessoa pode não ser capaz de pagar por eles.

Mais do que isso, nem todo mundo é sensível a todos os medicamentos, e pode tomar vários tipos de remédios antes de encontrar um que não piore as coisas. O que é ainda pior é que ansiolíticos (o jargão técnico para a medicação ansiedade) muitas vezes têm um elevado potencial para causar dependência, e uma vez que a comunidade LGBT já tem uma predisposição estatística ao abuso de substâncias, muitas pessoas preferem não se tratar com pílulas - mesmo que seja o método mais eficaz de tratamento.

(E dizer a sua namorada que ela precisa tomar pílulas nunca é uma escolha sábia!)

9. A ansiedade muitas vezes vem junto com outras questões.

Como se a ansiedade não fosse ruim o suficiente, é muito comum que alguém que sofre de quaisquer problemas de saúde mental tenha outros distúrbios simultâneos também.

Em alguns casos, a forma como os problemas se relacionam entre si pode causar uma série de outros problemas, especialmente nas relações interpessoais. 

A ansiedade desencadeia vários problemas e, em seguida, sussurra aos ouvidos que ninguém se importa, por isso, pessoas com ansiedade acabam se fechando. A realidade é que, o que você vê é apenas uma pequena amostra do problema global que uma ansiosa enxerga.

10. Se você está procurando um presente, pule as flores e dê algo que vá acamá-la.

Há tantas coisas capazes de trazer um pouco mais de tranqüilidade para alguém com ansiedade, que acaba sendo fácil encontrar presentes ideais para sua namorada ansiosa.  Pode ser um livro de colorir, uma ampulheta, um globo de neve, um urso de pelúcia... Use sua imaginação e tente observar as coisas que a deixam calmas. Não existem dois casos idênticos de ansiedade, e não há duas pessoas que respondam a gatilhos (ou agentes calmantes) na mesma proporção,por isso o diálogo e a observação são essenciais.

Se você realmente deseja dar-lhes flores, considere comprar-lhe um vaso de plantas, ao invés de um buquê. Cuidar de plantas em casa pode ajudar em uma grande variedade de problemas de saúde mental, além de aumentar o oxigênio na sala. (E, além disso, elas vão durar muito mais tempo, também - meses ou anos, ao invés de apenas alguns dias.)

11. Ela não esta querendo chamar a atenção.

Algo que é comum entre a maioria das doenças mentais é que os desinformados, muitas vezes, acreditam que o doente está fingindo para obter atenção. A maioria dos que sofrem de ansiedade não gostam de ser o centro das atenções, e normalmente irá reprimir seus sintomas pelo  maior tempo possível antes de finalmente colocar tudo para fora.

Mais do que isso, os sintomas mais comuns de ansiedade são quase impossíveis de se falsificar. Ansiosas vivem em um estado quase constante de medo paranoico, que pode ocasionalmente resultar em um aumento da frequência cardíaca que é literalmente visível a olho nu. Vá em frente e tente fingir ter um - Eu te desafio!

12. Ansiosas querem apenas ser normais – ou o mais normal possível.

Ninguém quer ser ansiosa. Isso é algo que não se deseja nem ao seu pior inimigo, tudo o que uma garota ansiosa realmente quer é minimizar os seus efeitos. 
Sua namorada, não espera ser mimada ou curada, e definitivamente não espera que você a proteja de todos os gatilhos. De qualquer forma você não será capaz de protegê-la sempre, ficar tentando só irá lhe causar estresse. 

 Em vez de tentar protege-a de tudo o que poderia dar errado, o seu esforço seria mais bem gasto em ajudá-la a se acalmar nos momentos de crise. Uma massagem rápida no ombro, uma xícara de chá, e um beijo na testa podem fazer maravilhas - não subestime seus poderes de cura.

Relacionar-se afetivamente com alguém que sofre de ansiedade requer muita paciência, e assim como qualquer outro relacionamento tem suas complicações, entretanto entender sua namorada é primordial para que o namoro de certo, e isto só irá acontecer se você parar para ouvi-la. Muitas vezes ela pode não querer falar, respeite este momento, e apenas faça-a saber, que você esta presente.

Ela te ama por sua paciência. Ela te ama por se preocupar com seu bem estar. Te ama por você tentar fazê-la sentir-se segura e calma. Seus esforços não passarão desapercebidos.



Avalie este artigo


4 comentários :

  1. Do 1 ao 7 vale pra qualquer relacionamento ou pessoa. São dicas básicas pra um relacionamento saudável e não apenas para ansiosas!

    ResponderExcluir
  2. Vamos lá!! Não é todo dia que comento seus textos, mas são sempre ótimos, mas este chamou atenção logo que li o título.... Somos seres de desejo, portanto todos ansiosos mas sabemos que quando chega ao extremo e traz certo prejuízo para a vida é bem preocupante!! Temos que procurar ajuda de um profissional, mas nossa sociedade ainda é bem preconceituosa quando falamos o assunto psicólogo e/ou psiquiatra. E ao ler o item 7 deparamos com algo que muita gente já escutou: a tal frase "tudo é coisa da sua cabeça", !!! E é da cabeça mesmo!!! Item 8: a tal medicação, discordo quando diz que é o método mais eficaz, ele ajuda muito - seria hipocrisia dizer que não tem efeito - mas juntamente com a psicoterapia aí sim terá um ótimo resultado!!! A questão é que somos, hoje, imediatistas e procuramos resultados de quaisquer tratamento para agora mas não funciona assim. Elaborar leva tempo!!! E o mais importante: esse texto vale pra todxs, é de fácil leitura e compreensão!!! Parabéns pelo trabalho!!! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karine,muito obrigada pelos esclarecimentos,e fico super feliz por ter gostado do texto.Sua opinião enquanto profissional da área de psicologia para nós é de extrema importância!

      Excluir

Atenção: Você não precisa realizar login para comentar, basta escolher a opção anônimo em ''comentar como''.