25.4.16

4 Mitos sobre brinquedos sexuais que precisam ser desfeitos

Brinquedos sexuais é assunto que ainda é tabu no meio lésbico, e quando o assunto é debatido gera muita polêmica. Algumas mulheres gostam de utiliza-los para se masturbarem, outras apreciam utiliza-los para fazer algo diferente durante a relação sexual, e algumas são totalmente contra eles em qualquer ocasião. 

Existem muitos estigmas acerca dos brinquedos sexuais, muitos deles inclusive criados pela indústria pornô e pela fetichização da sexualidade da mulher lésbica, o que ocasionou na criação de vários mitos.

Paras adeptas (ou não) de sex toys, criamos uma lista de alguns dos mitos mais populares sobre a utilização destes polêmicos brinquedinhos.

Mito 1: Os brinquedos sexuais reduzem a intimidade entre você e sua parceira.

Muitas pessoas acreditam que a utilização de brinquedos sexuais, por serem feitos de plástico,vidro,borracha,ou qualquer outro material torna o sexo menos "real" do que quando se utiliza apenas partes do seu corpo. No entanto, em relação lésbicas, a utilização de uma cinta, por exemplo, pode permitir uma maior intimidade e interação entre o casal. Isto porque o strap-on libera suas mãos e lhe permite acariciar outras partes do corpo da parceira enquanto rola a penetração.

Mito 2: A utilização de um brinquedo sexual implica que você não esta satisfazendo sua parceira durante o sexo.

Em muitos casos a utilização de brinquedos sexuais serve apenas para diversificar o sexo,e quando sua parceira propões a utilização destes ela apenas esta querendo experimentar novas possibilidades dentro da relação sexual.

Claro que a utilização de sex toys deve ser uma decisão das duas, se você se sentir desconfortável com o pedido de sua parceira,dialogue com ela. Com certeza o diálogo será muito mais esclarecedor do que fazer suposições de que não esta agradando-a durante o sexo pelo simples fato dela se interessar por fazer/utilizar “algo diferente”.

Mito 3: Os brinquedos são apenas para  jovens.

Definitivamente este é um mito bobo.A ideia de que tudo é permitido somente para uma determinada faixa etária é ridículo !

Mulheres mais velhas podem desfrutar do prazer provocada por brinquedos , tanto como lésbicas mais jovens , se assim desejarem. Inclusive o fato de serem mais velhas pode permitir-lhes considerar novas oportunidades de experimentar novas experiencias em suas vidas sexuais.

Mito 4: Se uma mulher quer usar brinquedos sexuais, isso significa que ela não é realmente uma lésbica.

O desejo pela penetração não está de maneira alguma ligado a heterossexualidade/ bissexualidade. Pasmem, mulheres lésbicas podem sim gostar de penetração e isto não significa que ela queira um homem ou seus falos em sua vida, muito menos em suas camas.

Brinquedos sexuais servem para criar novas experiências durante o sexo, e não simular o sexo heterossexual. Além disso, muitos dos sex toys existentes sequer são utilizados para penetração.

A ideia de que eles são utilizados para substituir homem além de infundada é lesbofóbica.

Não há nada de errado de gostar de utilizar brinquedos sexuais, desde que sua parceira também esteja de acordo em utiliza-los. Caso tenha vontade de experimenta-los, vá em frente, você não perderá sua “carteirinha de lésbica” por isto.

Ah e também não há problema algum em não curtir sexy toys, a ideia de que no sexo temos que fazer de tudo é liberal e irresponsável. No sexo devemos fazer aquilo que nos dá prazer e satisfaça nossas parceiras de maneira consensual. 


Avalie este artigo


Postar um comentário

Atenção: Você não precisa realizar login para comentar, basta escolher a opção anônimo em ''comentar como''.